Querida Sofia de (quase) 34 anos…

Me conta se blogs ainda são relevantes aí no futuro? Porque por aqui eles deixam de ser relevantes, voltam a ser relevantes, é tudo meio confuso e eu quero saber o que você acha. Do jeito que a tecnologia voa, sei lá como essas coisas vão ser daqui a 10 anos, né? Vai que você nem vai ver isso aqui porque esse blog vai ter implodido no takeover dos robôs. (Quando falei com a Sofia-de-quase-14-anos ontem reparei que ela não tinha nem smartphone nem laptop, por exemplo, e eu tô aqui com computador, iPhone e iPad abertos ao mesmo tempo, fazendo uma coisa diferente em cada um)

Eu quero que você lembre de como a Sofia-de-quase-24-anos tá feliz agora, Sofia do futuro. Não sei quanto tempo isso vai durar, não sei se você vai ter tido que lidar com uma mudança radical de vida (recentemente sonhei com um elevador mais ou menos caindo e a internet disse que significa uma mudança radical de vida), se as coisas vão estar piores ou melhores, mas não esquece que a gente hoje tá bem feliz e curtindo a vida e se sentindo poderosa e arrasante e capaz de dominar o mundo. Opa, me conta se a gente dominou o mundo? Quem sabe, né? Deve dar um pouco de trabalho, dominar o mundo e coisa e tal, mas espero que a gente esteja mandando bem.

Quero te perguntar um monte de coisas porque, né, curiosidade e tal, mas acho melhor não saber. Vou evitar os spoilers dessa vez (ai, mentira: me conta quem é A em Pretty Little Liars, que eu não tô me aguentando de esperar até terça que vem?), porque vida com spoilers deve ser meio estranho demais e vou ficar toda cheia de neuras e vai estragar meu aniversário. Pode guardar os spoilers pra você, mesmo (menos o de beleléu, me conta quem é A, vai?).

Em vez de te encher de perguntas, então, vou só te lembrar de umas coisas (porque a gente esquece às vezes, bem sei, foi estranho conversar com a Sofia do passado ontem): a gente tá ótima hoje, hold on to that feeling (a gente continua ficando com “Don’t stop believing” na cabeça com frequência? E chorando quando vê a versão de Glee? Espero que não); a gente tá curtindo muito esses 15 minutos de fama e a publicação do livro e o caminho livre e desimpedido pela frente, então se tudo der errado ou se a gente ficar tão poderosa que vai começar a esquecer esses sentimentos de deslumbramento, lembra aqui que é como a gente se sente hoje; a gente tá orgulhosa de correr tiros de 11,2km/h na esteira, e eu tô curiosa pra saber se você ainda acha isso impressionante ou não; a gente passa muito tempo no Facebook e no Twitter e no Instagram e talvez isso tenha mudado aí no futuro mas acho mais provável que não tenha não (só deve ter outras redes sociais ~~descoladas, mas dá na mesma); a Teco tá com 18 anos, nossos priminhos são pequenos, e deve ser engraçado pra você lembrar de tudo isso (que nem eu acho engraçado lembrar de quando a Teco era muito pequena e brincava de Polly); a gente já tá meio velha-não-descolada e não consegue acompanhar as modas dos jovens então quando você se sentir assim saiba que começou desde os 24 anos mesmo; a gente tá gostando muito de passar tempo com a família, e de passar tempo com o Paulo, e de passar tempo com as amigas maravilhosas; a gente tá construindo um caminho profissional que parece promissor, e espero que tenha sido (mas não me conta! Spoilers!).

Não esquece de nada disso, tá, Sofia do futuro? Não precisa me responder nada não (além daquilo de beleléu, é sério, quero mesmo saber), mas lê isso e lembra. Acho que vai ser útil, onde quer que você esteja no mundo, qualquer que seja nossa vida por aí.